Mito ou verdade: desejos de grávida

desejos de grávida

Muitas mulheres afirmam sentir vontade de comer alimentos diferentes na gestação

 

Quem nunca ouviu falar nos famosos desejos de grávida? Uma mulher gestante que sente vontade de comer um doce misturado com salgado, por exemplo, é até levado com humor em programas de televisão. Agora, seria mito ou verdade? Essa é uma dúvida recorrente que muitas pessoas carregam.

 

O que causa os desejos de grávida?

 

Existe uma explicação científica para tal vontade. Como todos sabem, no período da gravidez o corpo feminino passa por diversas alterações, desde emocionais a hormonais. Juntando as duas citadas, podem resultar em tais impulsos alimentares.

 

Nas primeiras semanas da gravidez, todas essas mudanças podem afetar o paladar e o olfato das mulheres, acarretando desejos, muitas vezes, incontroláveis. Em casos mais graves, é possível até adquirir doenças como a picamalácia, onde acontece a ingestão de substâncias não alimentares, como sabonete.

 

Rápida digestão

 

Outro fato que ocorre somente neste período da vida da mulher é a rápida digestão de nutrientes pelo organismo. Um deles, são os carboidratos. Com isso, a mesma pode sentir vontade de comer mais e mais, pela falta desta e de outras substâncias alimentícias.

 

Logo arroz, feijão, macarrão e pães são exemplos. Contudo, é preciso ter cuidado na quantidade dos alimentos ingeridos para que não resulte em enjoos recorrentes, que já são comuns na gestação.

 

Dicas importantes

 

Todavia, alimentos pastosos juntamente aos líquidos, podem causar repulsa frequente. Comer algo seco, como biscoitos salgados e afins, podem ajudar a diminuir a sensação de mal-estar.

 

Frutas cítricas como abacaxi, laranja e cupuaçu também podem ajudar a gestante a se sentir melhor. Consumi-las entre as refeições principais ou até mesmo em forma de suco também são de grande ajuda. Isso acontece devido ao ácido fólico presentes nessas frutas. A substância faz com que a produção de ácidos digestivos aumente e resulte na diminuição gástrica.

 

Por conseguinte, o acompanhamento médico nesta etapa da vida é de suma importância. Não somente para controlar os desejos de grávida, mas para garantir uma gestação saudável tanto para a futura mãe, quanto para o bebê. Então, no aparecimento de qualquer sintoma desconhecido, consulte um profissional.