Parto normal e cesárea: é uma escolha?

Parto normal e cesárea

Uma das diversas dúvidas que as pessoas possuem acerca da gravidez é sobre o parto. Como ter o bebê? Parto normal e cesárea: é uma escolha? Muitos pensam que sim, outros não. O acompanhamento médico é essencial para esclarecer esse tipo de coisa.

 

Parto normal e cesárea

 

O parto normal é aquele que acontece de forma tradicional, ou seja, pelo canal vaginal. Já a cesárea é feita através de uma cirurgia, onde o bebê é retirado através de uma abertura abdominal.

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), em relação ao parto normal e cesárea, aconselha a primeira opção para mulheres consideradas saudáveis. Já o segundo procedimento é mais usado em gestações consideradas de risco ou quando a mulher não está com dilatação suficiente para ter a criança.

 

Dilatação

 

Conhecidas por suas dores e contrações intensas, a dilatação é o primeiro sinal que a mulher está pronta para dar à luz. Seu tamanho mínimo é de 2 cm de abertura.

 

Antes de seu acontecimento, o colo do útero passa por um encurtamento, outro sintoma dolorido que faz parte do processo de dilatação.

 

Medos

 

Um dos medos frequentes de grávidas é de perder a elasticidade vaginal ou da dor que sentirá a ter o bebê. A primeira informação é falsa, enquanto a segunda verdadeira. O corpo feminino é criado justamente para esta tarefa tão importante que é de gerar uma vida.

 

Todavia, há esforços que devem ser feitos, como o da dor. Uma criança passando pelo canal vaginal, de fato, pode gerar dores fortes. Contudo, não há nada mais gratificante do que terminar uma espera de 9 meses para um bem mais precioso, um filho.

 

O parto normal é sempre o mais indicado, até mesmo pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec), o que sinaliza um alto índice de mulheres saudáveis no país. A cesárea é uma forma que muitos médicos evitam praticar.